Alandroal – poesia sobre contrabando

Participei, este ano, no concurso de poesia popular promovido pela Câmara Municipal de Alandroal, subordinado ao tema “contrabando”. O tema tinha que ser trabalhado em décimas, com base num mote. Num dos trabalhos usei um mote próprio e no outro uma quadra de António Aleixo.

Eu já não sei o que faça
p’ra juntar algum dinheiro;
se se vendesse a desgraça
já hoje eu era banqueiro.

António Aleixo

As décimas têm regras rígidas no que respeita à rima. Se não conhecem podem verificar nos meus dois textos. Foi um desfio interessante e que me obrigou a alguma pesquisa. O resultado agradou-me.

Gostei da organização. Enviaram-me a coletânea, os dois cartazes com os meus textos, que estiveram expostos ao público e o certificado de participação.

Poderás também gostar de ler estas Infantilidades:

Prisma      Receitada pelo médico  Prémio Literário Hernâni Cidade  Condeixa 2

ou ir para o início.

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: