Um pouco mais

Um pouco mais 1

Um pouco mais

Andas na vida à deriva
Perdeste o norte de todo
Procuras sentir-te viva
Vais-te enterrando no lodo

Já não ouves os amigos
Que te querem dar a mão
Que enfrentam os perigos
Para levantar-te do chão

Não te deixes desistir
Nunca é tarde demais
Para parares de fugir
E te dares um pouco mais

Da vida, os melhores anos
São os que estás a perder
Reconhece os enganos
E recomeça a viver

Não te deixes desistir
Nunca é tarde demais
Para parares de fugir
E quereres um pouco mais

Não te deixes desistir
Nunca é tarde demais
Para parares de fugir
E amares um pouco mais

Este poema, escrito em Novembro de 2005, foi escolhido pelo André Ramos para servir de base a uma canção com que participámos no XIV Festival da Canção Vida, organizado pelo Grupo de Jovens “A Tulha”.

A melodia ficou muito agradável e deu-me um enorme gosto vê-la cantada no festival. Obrigado ao André Ramos, à Beatriz Vilarinho, à Joana Rocha, à Mariana Machado, à Inês Bola, ao Humberto Ribau e ao Gabriel Casqueira, que estiveram em palco a interpretá-la com grande qualidade.

Nas imagens abaixo podes aceder a outras canções com textos da minha autoria.

Foto cedida pela organização

Poderás também gostar de ler estas Infantilidades:

Dias mais risonhos Diz sim à vida    Serenata  moliceiro 2 

ou ir para o início.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: