Just Playing – Anita Wadley (só a brincar / apenas brincando)

Quando eu estiver a construir, no cantinho dos blocos,

por favor não digas que estou só a brincar,

porque, enquanto brinco, aprendo sobre equilíbrio e forma…

Quem sabe, um dia poderei ser arquiteto.

.

Quando estiver a vestir-me, a pôr a mesa, a tratar dos bebés,

não fiques com a ideia de que estou só a brincar,

porque eu aprendo enquanto brinco.

Um dia poderei ser mãe ou pai.

.

Quando me vires debruçado na pintura ou frente ao cavalete,

ou moldando e dando forma ao barro,

não digas que estou só a brincar,

porque, enquanto brinco, aprendo a expressar-me e a ser criativo.

Um dia poderei ser artista ou inventor.

.

Quando me vires a “ler” para uma audiência imaginária,

Não rias nem penses que estou só a brincar.

Porque eu aprendo enquanto brinco.

Um dia poderei ser professor.

.

Quando me vires a catar os arbustos, à procura de insetos,

ou a encher os bolsos de coisas que encontro,

não consideres que estou só a brincar.

porque eu aprendo enquanto brinco.

Um dia poderei ser cientista.

.

Quando me vires absorvido por um puzzle ou outro jogo na escola,

não sintas que estou a perder tempo a brincar.

porque, enquanto brinco, aprendo a resolver problemas e a estar concentrado.

Um dia poderei ser um empreendedor.

.

Quando me vires a cozinhar ou provar comidas,

não penses que, como eu gosto, é só brincar.

porque, enquanto brinco, aprendo a seguir instruções e a perceber diferenças

Um dia poderei ser cozinheiro.

.

Quando me vires a aprender a saltar, pular, correr, a mexer-me…

não digas que estou só a brincar,

porque, enquanto brinco, aprendo como funciona o meu corpo

Um dia poderei ser médico, enfermeiro ou atleta.

.

Quando me perguntares o que fiz hoje na escola e eu responder: “Brinquei”,

por favor, não me interpretes mal.

É que eu aprendo enquanto brinco.

Aprendo a apreciar e a ter sucesso no trabalho.

Estou a preparar-me para o amanhã.
.

Hoje, sou criança e o meu trabalho é brincar.

 

Brincar

Este belo texto, escrito por Anita Wadley em 1974, e que continua atual (eu diria mesmo… cada vez mais atual) já estava no “infantilidades” há cerca de quatro anos e é um dos mais procurados. Senti a necessidade de fazer uma tradução a partir do original, menos literal e em melhor Português. Esta é a minha tradução. Caro leitor, se detetares algum erro, agradeço a correção.

Todos os comentários são bem vindos.

Podes encontrar o original, em inglês, no site da própria autora http://anitawadley.com/Site/Poem.html

A imagem encontrei-a em “cote-famille .com”

…………………………………………………………………..

 Poderás também gostar de ler estas Infantilidades:

MV Cecília e Sissi Receitada pelo médico

ou ir para o início.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: