A minha avó

Imagem retirada do blogue: http://positivopensamento.blogspot.com/ que provavelmente a retirou de outro lugar...

“O tempo passa a voar”,
ouvi alguém a dizer.
Deitei-me de papo ao ar,
sempre à espera de o ver.

Vi passar alguns pardais,
andorinhas e gaivotas
e lá longe, muito longe,
aviões nas suas rotas;

Abelhas e borboletas;
folhas que o vento levou;
o papagaio do vizinho
preso ao fio que lhe atou;

aquela nuvem no céu
que parece um animal…
Já vi passar tanta coisa,
mas do tempo nem sinal!

Perguntei à minha mãe
como é que o podia ver.
Disse que estava ocupada,
não tinha tempo a perder;

que invejava a minha vida:
tempo para dar e vender.
“Isso está bom é para ti,
não tens nada que fazer …”

Se não sei o que é o tempo
como é que o posso perder?
Se ninguém me ensinar
como é que eu hei-de aprender?

Vou perguntar à avó,
que ela deve saber!
Quem já viveu tantos anos
é que me há-de valer…

Contou-me tantas histórias
que me senti um sortudo:
é sempre tão bom ouvi-la…
A minha avó sabe tudo!~

Poderás também gostar de ler estas Infantilidades:

ou ir para o início.

Anúncios

2 Respostas

  1. Sim…as avós, essas maravilhosas fadas, que têm sempre tempo para nós, que nos contam histórias e nos ajudam a crescer…

  2. Linda poesia!
    VIVAM OS AVós!
    Viva a poesia dos momentos e das rugas que nos marcam para sempre o sorriso!

    FIQUE FELIZ!
    SEJAM TODOS FELIZES!!!!!
    abraços apertados e sorrisos largos:-)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: